sábado, 25 de janeiro de 2014

RECORDANDO! ESCOLA PRIMÁRIA E AMIGOS DE INFÂNCIA.

RECORDANDO !  AMIGOS  DA ESCOLA  PRIMÁRIA!
   

«O autor com 13 anos, no Cercal do Alentejo, como caixeiro, após ter terminado a instrução Primária»  
          
               Na época, eram lecionadas aulas até à 3ª classe; As turmas eram mistas e havia  apenas uma 
Professora Dª Júlia Gonçalves, de Vila Cã-Pombal , ver imagem abaixo, « aqui fica a minha sentida e pública homenagem , pela sua dedicação, gosto! pela arte de ensinar, não se tendo poupado a esforços para que alguns que, entendeu, pudessem dali sair mais bem preparados para a vida » ;  As aulas eram quase de sol a sol , das oito às dezanove, pelo menos, quando não havia prolongamento; Os alunos  eram sessenta e quatro, «fala-se hoje de produtividade?  Não me lembro de nenhum aluno, com esta professora, ali tenha reprovado!

            Os alunos  eram oriundos de vários  lugares da periferia da escola num perímetro de quatro quilómetros ; Na imagem seguinte, eu sou o segundo da segunda fila de cima, a contar da esquerda para a direita; cuidado! que, ao meu lado esquerdo, está o Isidro, que era moreno e a imagem não o deixa ver muito bem ; Eu sou o da camisa branca; A minha  actual e única esposa durante estes cinquenta e oito anos  é, a  oitava  da fila de baixo, a  contar da direita para a esquerda; Está de vestido branco com as mãos esticadas, junto à professora.

 ALUNOS DA ESCOLA DA FIGUEIRA 1945-1949

«Foto que me foi dada pela Professora, Dª Júlia Gonçalves, quando eu já tinha 73 anos de idade»

            Nunca perdi ano nenhum pois , sobre mim, pairava a ameaça  que os meus estudos parariam  se isso viesse a acontecer.

           Após ter completado a 3ª classe , a professora escolheu, do grupo , os melhores alunos  e, por sua iniciativa, convidou-os a frequentar a  4ª Classe do Ensino Primário Elementar.

   Eu fui um dos escolhidos; Vocação e vontade não me faltavam; Quando fomos fazer  o exame no Concelho de Pedrógão Grande , que na altura se escrevia «Pedrogam Grande» , ver diploma abaixo, foram dois dias de festa;  Foi a primeira vez que tinha ido à sede do concelho e  de ter ido lá estrear o meu primeiro «meio-par de botas novas», a parte da frente, por que a de trás foi aproveitada de outro par de botas do meu primo que era mais velho do que eu cinco anos.

    Ficamos todos hospedados numa  pensão local durante dois dias ; Lembro-me do meu tutor ter pago  dezanove escudos e oitenta centavos pela estadia e de me ter dito que tinha dado  vinte centavos de gratificação à empregada. Na prova oral, coube-me a mim a árdua tarefa de resolver todos os problemas que outros colegas tinham deixado por resolver no quadro; A confiança era tal que me virei para o Júri e disse,  podem perguntar mais que eu ainda sei; Como resultado, em 21-07-1949,eu estava na posse do Diploma com a menção de aprovado com distinção;


           Não consta que, naquela escola,  tenha sido obtida outra nota  de exame igual.

Extrato da minha autobiografia , ainda não publicada

abibliotecaviva.blogspot.pt 
25-01-2014