segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

OH ! PERNAS PÁRA QUE TE QUERO.

OH! PERNAS, PARA QUE TE QUERO.


Imagem da Internet

SONETO

NAQUELE LONGO DIA DE VERÃO ,
ESPERAVA-A EU À TARDINHA,
NA MÃO TRAZIA A MALINHA,
NO SEU PEITO O CORAÇÃO.

QUANDO A VI, CORRI PARA ELA,
E APERTEI-A NOS MEUS BRAÇOS,
MAS, DE REPENTE, OUVI PASSOS,
DO PAI!  E, SUA MÃE VEIO À JANELA.

NEM VOS QUERO CONTAR A CENA,
POIS, SEUS PAIS COMEÇAM A RALHAR,
E A MINHA ALMA FICOU PEQUENA.

OH DEUS ! COMEÇO LOGO A ACELERAR,
NESSE DIA, AO NÃO FICAR COM A MORENA,
COM MAIS VONTADE FIQUEI PARA VOLTAR.


abibliotacaviva.blogspot.pt

13-01-2014.