quinta-feira, 17 de abril de 2014

UMA PAIXÃO NA NEVE

UMA PAIXÃO NA NEVE.



Manhã  gelada  e triste! Na serra    nevava,
E, o gado  dos pastores, com fome  pastava.
Ali ,   a  pastora  encontrou      o seu amado!
Corre para   ele!           Que  momento belo!
Beijam-se! Das pestanas cai-lhes o  sincelo,
 E, naquele           momento,  tão apaixonado,
  Ambos  vão procurar um  lugar  mais     abrigado,
  Do  vento  e   da    chuva  que     começava a cair.

      Silêncio   absoluto!      Do horizonte!    Nem a brisa    se fazia ouvir!
      Abraçaram-se!       Fazendo   ambos       juras  de   amor          eterno,
        Convencidos que,     por aquela paixão, nunca chegariam ao inferno.

Os animais! Sabendo o caminho,
Aos seus  currais    regressaram,
Mas, os pastores lá continuaram,
No  ninho, como   um passarinho!
Vivendo aquele momento   louco,

Que, quando hoje se recordam, ainda lhes sabe a pouco!

Espero que gostem e comentem:

Publicado por:
Imagens do Álbum do Autor  e do Google
abibliotecaviva.blogspot.pt
17-04-2014